Inteligência artificial do iFood “Compr.AI” muda a forma de comprar no app

Inteligência artificial do iFood “Compr.AI”

ChatGPT no iFood? Nova IA funciona como um assistente de compras.

Batizada de Compr.AI, a nova ferramenta da plataforma de delivery iFood vai permitir que os clientes “conversem” com os varejistas e restaurantes.

Segundo a plataforma, teste da ferramenta já triplicou o volume de pedidos. Saiba mais:

Inteligência artificial do iFood “Compr.AI”

Em um curto período de apenas oito meses, o ChatGPT conquistou um lugar de destaque no mundo digital. Porém, esse chatbot inteligente desenvolvido pela OpenAI vai além de uma mera tendência passageira, e agora está inspirando um dos gigantes nacionais da tecnologia a se tornar uma verdadeira “usina” de inteligência artificial (IA).

Nos últimos meses, o iFood tem explorado a IA generativa, uma categoria de sistemas que ficou famosa graças ao ChatGPT, e os resultados dessa experiência estão se tornando visíveis para os clientes a partir desta quinta-feira, 29, com mudanças significativas no aplicativo de delivery.

“A inovação está no DNA do iFood e, nos últimos cinco anos, reforçamos nossos investimentos em inteligência artificial”, diz Fabrício Bloisi, CEO do iFood.

“Isso contribui com todos os nossos serviços, como na melhor recomendação ao cliente, segmentação de marketing, rotas, tempo de entrega” complementa Bloisi.


Com isso, o iFood, empresa de tecnologia com 75 milhões de pedidos por mês, está apostando nas ferramentas de inteligência artificial (IA) para resolver as reais dificuldades enfrentadas pelos seus clientes. Escolher qual comida pedir e a que preço, ou elaborar uma lista de compras complexa no supermercado, são desafios diários enfrentados pelos usuários da plataforma.

Nesse sentido, a empresa lançou, nesta quinta-feira, 29, novas ferramentas que permitem aos clientes realizar pedidos via WhatsApp, utilizando tanto texto como voz.

Ou seja, uma das mais recentes adições aos recursos do iFood permitirá que os clientes façam pedidos de comida e compras em linguagem natural, tanto em restaurantes como em supermercados.

Agora, você poderá falar com o aplicativo da mesma forma que falaria com um atendente humano, por exemplo: “Quero cinco Big Macs, dois sem picles, todos com batata frita e quatro Coca-Colas e um Guaraná. Duas Coca-Colas sem gelo”.

A inteligência artificial (IA) converterá o áudio em texto, que será processado pelo sistema da OpenAI, que alimenta o “cérebro” do ChatGPT. O aplicativo então exibirá o pedido estruturado, pronto para a confirmação da compra, eliminando a necessidade de navegar pela interface do app.

Outra solução anunciada pelo iFood nesta quinta-feira é voltada para mercados, farmácias e petshops parceiros. Essa solução utiliza os modelos da OpenAI e é um chatbot aprimorado pelo GPT, projetado para integração com o WhatsApp desses estabelecimentos.

Chamado de Compr.A.I., ele permite que os clientes digitem seus pedidos em linguagem natural, que são estruturados para a compra final.

Inteligência artificial do iFood “Compr.AI”

Esses pedidos serão processados por uma ferramenta de inteligência artificial generativa da OpenAI, empresa responsável pelo ChatGPT, utilizando dados fornecidos pela própria operação do iFood.

A partir de julho, essa novidade também estará disponível para compras em supermercados parceiros. Estima-se que os restaurantes sejam contemplados com essa ferramenta a partir de agosto.
Essa novidade traz para o ambiente digital uma experiência de atendimento personalizado que antes era reservada ao contato direto com o gerente do restaurante favorito ou com o amigo churrasqueiro durante as compras.

É como se o usuário dissesse: “Preciso de ingredientes para um churrasco para seis pessoas, com um limite de R$ 200”. Ou então: “Gostaria de um filé à parmegiana para duas pessoas, que chegue em meia hora e custe menos de R$ 50”. O aplicativo, por sua vez, separa e auxilia com o pedido, tornando o processo mais conveniente e eficiente.

As novas ferramentas estarão disponíveis tanto no aplicativo do iFood quanto serão disponibilizadas para que seus 330 mil parceiros em 1,7 mil cidades implantem em seus próprios canais de atendimento.

Um pouco mais sobre a nova ferramenta de IA do iFood

Essa nova ferramenta, chamada Compr.AI, é considerada um marco pelos empreendedores, pois transforma mensagens ou áudios dos clientes em listas de compras para os varejistas. Agora, é possível fazer pedidos como “quero um café da manhã com poucas calorias” ou “preciso preparar um jantar para quem gosta de cenoura” ou até mesmo “entregue ingredientes para um estrogonofe para cinco pessoas”.

O potencial transformador dessa solução para os negócios é evidente, como comprovado por um teste realizado pelo iFood em parceria com o supermercado Nei.mar, localizado em Bragança Paulista, interior de São Paulo. Com a implementação do ChatBot do iFood em seu canal de WhatsApp, o supermercado conseguiu mais que triplicar o volume de entregas.

O projeto foi acelerado em março deste ano, quando a OpenAI divulgou o GPT-4. Atualmente, são 70 parceiros testando a ferramenta e há uma fila de espera para interessados.

Flávio Stecca, vice-presidente de tecnologia do iFood disse ao Estadão que “Já faz uns três anos que temos muita expectativa sobre a tecnologia e o ChatGPT é um marco interessante (…) Acho que estamos em um momento muito parecido com o lançamento do iPhone em 2007. A tecnologia vai evoluir e ganhar uma capacidade surreal”, diz.

Embora a inteligência artificial tenha ganhado destaque nos últimos meses, especialmente com a popularização do ChatGPT, o iFood já vem pesquisando essa tecnologia desde 2018, quando começou a testar modelos preditivos para detectar fraudes no pagamento.

A empresa, assim como várias outras do setor de tecnologia, depende de sistemas inteligentes para fornecer recomendações com base no histórico e nas preferências de seus clientes. Atualmente, o iFood conta com 17 equipes de aprendizado em IA, que utilizam 120 modelos para realizar 10 bilhões de recomendações todos os meses.

Fábrica de inteligência artificial, iFood investe nas ferramentas IA já faz tempo

Os novos recursos do aplicativo são o resultado de cinco anos de preparação no iFood. Quando Stecca ingressou na empresa em 2018, o departamento de tecnologia contava apenas com 120 funcionários, dos quais apenas 12 se dedicavam aos dados. Hoje, temos uma equipe de 2.200 profissionais, divididos em 17 times de IA. Vale ressaltar que a empresa não possui um “setor de IA” específico, pois acredita que a tecnologia deve estar integrada em todas as áreas.

Já em 2018, a equipe de Stecca lançou seu primeiro algoritmo, que tinha a capacidade de detectar riscos em transações. Posteriormente, os sistemas de IA passaram a dominar o aplicativo. Eles são utilizados para logística, estimativa de tempo, recomendação de produtos, prospecção de negócios, processamento de pedidos, sugestão de ofertas e disponibilidade de itens.

“Se não fossem esses sistemas, o iFood precisaria ter 200 mil funcionários para atender aos pedidos nos horários de pico”, afirma Stecca. Nos momentos de maior demanda, a empresa processa 400 mil pedidos simultaneamente com uma equipe de 5 mil pessoas, número já atualizado após as demissões ocorridas em março deste ano.

A utilização de IA para logística e recomendação de produtos é algo comum em aplicativos. No entanto, chamam a atenção outros casos interessantes. Um dos algoritmos de prospecção de negócios analisa imagens do Google Maps para entender a densidade de diferentes tipos de restaurantes em uma região específica. Por exemplo, se o sistema identificar que existem restaurantes de comida japonesa na região que não estão no app – e se houver demanda para esse tipo de comida -, a equipe de campo busca esses estabelecimentos para incorporá-los à plataforma.

Atualmente, o iFood utiliza 124 modelos diferentes de IA em seu negócio, número que continuará a crescer nos próximos anos. A empresa não se restringe apenas aos modelos da OpenAI, mas também faz uso de IA da Amazon, Google e Anthropic. Além disso, 20% dos cientistas de dados da empresa se dedicam à pesquisa básica, buscando artigos e soluções no meio acadêmico.

Inteligência artificial do iFood “Compr.AI”

Sistema com integração iFood Simpliza

Essa abordagem pioneira do iFood em relação à tecnologia tem gerado impacto em várias áreas do setor de alimentação, incluindo a digitalização de estabelecimentos e a simplificação da rotina de vendas e gestão.

Nesse contexto, uma plataforma que se destaca é o Simpliza, que apresenta um sistema integrado para restaurantes e food service. O Simpliza compartilha da visão do iFood de utilizar a tecnologia para impulsionar o crescimento dos estabelecimentos, fornecendo ferramentas que simplificam e otimizam as operações diárias.

“A inovação está no DNA do iFood”, destaca Fabrício Bloisi, CEO do iFood. “Isso contribui com todos os nossos serviços, como na melhor recomendação ao cliente, segmentação de marketing, rotas, tempo de entrega”.

Essa visão compartilhada entre o iFood e o Simpliza impulsiona o desenvolvimento de soluções que atendem às necessidades dos restaurantes e food service, melhorando a eficiência operacional e a experiência do cliente.

Um sistema com delivery integrado com o iFood possui como objetivo automatizar a gestão dos seus pedidos, direcionando os pedidos do delivery, site, balcão, mesas etc. todos para o mesmo programa.

E o sistema para restaurante Simpliza é isso e muito mais!

O programa para restaurante do Simpliza foi pensado e planejado para automatizar sua gestão, simplificar a rotina do seu estabelecimento e revolucionar sua forma de vender!

Além disso, o software Simpliza oferece comanda eletrônica, PDV/Frente de Caixa, cardápio digital, Painel Administrativo e delivery com integração iFood.

Uma das grandes vantagens do programa Simpliza são seus valores, oferecendo até mesmo um plano 100% gratuito e que não precisa de cartão de crédito para a contratação.

A missão do Simpliza é ajudar você, empreendedor, a aumentar seu negócio. Temos uma gestão personalizada e exclusiva para seu negócio.

E além disso, caso você queira um retaguarda mais robusto, nós temos integração com a Omie, onde você pode contratar nosso Caixa simples e eficaz junto com a gestão financeira poderosa da Omie.

E não acabou! Também temos integração com a Goomer Go, que é referência em auto atendimento no Brasil com tablets e totens de última geração.

Está esperando o que? Marque uma demonstração sem custo agora mesmo!

Continue lendo…

ChatGPT para Restaurante: O que é, como funciona e dicas para usar em restaurantes

O que é Overdelivery? Saiba como superar as expectativas dos clientes!

Como aumentar vendas no iFood: saiba como subir nos Rankings

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

You May Also Like